segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Pés de salsa

 

Já aqui se escreveu sobre um caroço de azeitona que virou oliveira, de uma ninhada de gatos que nasceu sem bigodes e agora, de um planta aromática que resolveu crescer em meio considerado hostil: as pedras.
Este pé de salsa arrebitou com a chuva e cresce a olhos vistos, entre os espaços apertados das lages de pedra de uma eira antiga. Não é o único pé. Há mais.
A prova de que a natureza consegue vencer as adversidades e vingar.
Talvez esteja na altura de tomarmos a natureza com exemplo de vida e de persistência...

1 comentário:

  1. devo arrancar o pe de salsa depois que sementou.
    Eh minha duvida

    ResponderEliminar